Cabo Verde promove reflexão sobre violência eleitoral em África

AGORA moderator's picture

Cabo Verde, Benim, Burundi, Camarões, Costa de Marfim, Egito, Etiópia, França, Gâmbia, Gana, Quénia, Mali, Moçambique, Níger, Nigéria, Uganda, Ruanda, Senegal, República Democrática do Congo, Kinshasa, Serra Leoa, Sudão, Tunísia e Zâmbia, são os países participantes no evento, que decorre a 21 e 22 de setembro.

Sob o lema 'Os partidos políticos e os processos eleitorais: prevenir a violência eleitoral em África', a iniciativa visa permitir a discussão e reflexão sobre o papel dos partidos políticos na violência durante os processos eleitorais, bem como identificar os fatores que fazem com que partidos políticos se tornem "atores de violência eleitoral", segundo explicou a diretora-geral do IAO, Djénéba Traoré.

"Explorar as soluções para prevenir e minimizar este tipo de violência eleitoral, emitir recomendações concretas sobre como prevenir, canalizar e minimizar este risco eleitoral, bem como sobre o conteúdo, as prioridades e as modalidades de implementação de um programa conjunto sobre os partidos políticos e a violência eleitoral em África, fazem parte dos objetivos do encontro", disse Djénéba Traoré, citada pela agência cabo-verdiana de notícias Inforpress.

Cabo Verde, que este ano já realizou eleições legislativas e autárquicas e que, até final do ano, voltará às urnas para eleger o Presidente da República, foi escolhido para país anfitrião do evento por causa da "maturidade" na governação e pela realização de eleições "credíveis e pacíficas".

A divulgação rápida e transparente dos resultados eleitorais, através do Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação (NOSI), foi outro dos aspetos que pesou na escolha do país.

"Por todas estas razões, o processo eleitoral cabo-verdiano é significativo e pode ser um exemplo para a África e para o mundo", sublinhou.

A iniciativa de diálogo regional é organizada em parceria com o Programa para África Ocidental, a Organização Internacional da Francofonia (OIF), Instituto Internacional para a Democracia e Assistência Eleitoral Internacional (International IDEA) e o Governo de Cabo Verde, além de representantes de organizações regionais e sub-regionais, dos partidos políticos, sociedade civil e universidades.

O "Sistema de partidos políticos", "Democracia interna em partidos políticos e violência eleitoral", "Ambiente externo de partidos políticos e violência eleitoral", "Partidos políticos, regimes autoritários competitivos e violência eleitoral" e "Representação de mulheres em partidos políticos e violência eleitoral", serão alguns dos temas em debate no encontro.O Instituto da África Ocidental para a integração regional, com sede na cidade da Praia, foi criado após decisão chefes de Estado e de Governo da Comunidade Económica de Países da África Ocidental (CEDEAO), em janeiro de 2008, após proposta do Governo de Cabo Verde e da UNESCO.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/mundo/652792/cabo-verde-promove-reflexa...